• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • outubro 2017
    S T Q Q S S D
    « set    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Governo oficializou corte de R$ 23,4 bilhões no Orçamento de 2016: Educação foi o terceiro Ministério mais afetado, com enxugamento de mais de R$ 1 bilhão em recursos

charge_020415

A quem beneficia o corte? Aos bancos!

No dia 19/02, o governo federal anunciou um corte de R$ 23,4 bilhões no Orçamento Federal de 2016. Novamente, o governo escolhe cortar gastos sociais (como saúde e educação), mantendo intacta o pagamento de juros e amortizações da dívida pública ao sistema financeiro (aos bancos!), o que consome quase metade do orçamento.

Saúde e Educação foram o 2º e 3º mais afetados

O Ministério da Educação foi o terceiro mais afetado, com um corte de R$ 1,3 bilhão. Os ministérios de Minas e Energia e da Saúde lideram os cortes com R$ 3,14 bilhões e R$ 2,5 bilhões, respectivamente.

Outras medidas, outros cortes, outros ataques aos direitos sociais!

O representante do governo ainda defendeu a necessidade de uma reforma fiscal, em longo prazo, com destaque para a Reforma da Previdência. O governo pretende enviar a proposta de reforma ao Congresso Nacional até o final de abril. Saiba mais.

O ministro ainda citou outras medidas, como suspensão da realização de concursos, de contratação e criação de cargos.

Proibição de dar aumento real de salários aos servidores públicos

Entre essas medidas consta a proibição de dar aumento real de salários aos servidores públicos. Cabe observar que essa medida já está vigente há algum tempo, pois os “reajustes” dos últimos anos nem empatavam com a inflação, sendo que o último “acordo” assinado pelo governo com seu braço sindical (a Federação-Proifes) traz um violento arrocho – como reconheceu e até se vangloriou o Ministério do Planejamento (MPOG)!

Servidores Públicos: enfrentamento à retirada de direitos

A profª Marinalva Oliveira, 1ª vice-presidente do ANDES-SN, ressalta que “os cortes anunciados destroem direitos e vidas, e que a luta para barrar a Contrarreforma da Previdência e o desmonte do serviço público será uma das pautas centrais das ações dos Servidores Públicos Federais (SPFs) no ano de 2016”.

Como anunciado pelo nº 13 deste boletim, o Fórum Nacional dos SPFs se reunirá em Brasília (DF), nos dias 27 e 28 de fevereiro, para discutir a agenda de lutas e a Campanha Unificada para 2016. Saiba mais.

Leia a matéria na íntegra, “Governo corta R$ 23,4 bilhões no Orçamento de 2016 e afeta direitos sociais”, aqui:

Leia mais: Cortes orçamentários afetam bolsas na área da educação

Fonte da imagem: Correio da Cidadania.

%d blogueiros gostam disto: