• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • outubro 2017
    S T Q Q S S D
    « set    
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Discurso do presidente, prof. Mathias Seibel Luce, na posse da diretoria/2015-2017 da Seção Sindical do ANDES na UFRGS, em 16/10/2015

Em nome da Chapa 1, Sindicato Democrático e de Luta, agradeço todos os votos do(a)s colegas que nos honraram com sua confiança e com seu apoio à nossa plataforma programática, construída no calor de nossas lutas, e que iremos implementar na nova gestão que se inicia hoje, para o período 2015-2017.

EM DEFESA DA CARREIRA DOCENTE E DA VALORIZAÇÃO SALARIAL, POR CONDIÇÕES ADEQUADAS DE TRABALHO, POR DEMOCRACIA E TRANSPARÊNCIA NA UNIVERSIDADE e ORGANIZAÇÃO DOCENTE PELA BASE serão os eixos da nossa gestão. Gestão que pretende dar continuidade ao competente trabalho realizado sob a presidência do professor Carlos Alberto Gonçalves.

O que esperamos concretizar contando com a renovação que marca todo nosso percurso e que se nutre da energia valorosa de todos e todas colegas militantes do movimento docente que compõem esta Chapa, agora nova diretoria, da qual sou um dos porta-vozes, mas acima de tudo, membro de um coletivo.

Por sua vez, este coletivo se respalda no compromisso militante de dezenas de professores da UFRGS que atuam cotidianamente em defesa da Universidade Pública; que acreditam que o sindicato tem que ser uma organização de luta, independente e autônoma dos governos e das Reitorias, uma ferramenta organizativa que tem projeto para a Educação Pública no país, que é democrática em sua tomada de decisões e que é construída pela base.

Nós, somos parte de um sindicato NACIONAL, organizado nos 26 estados do território brasileiro, em 123 seções sindicais, com presença em praticamente todas as 63 universidades federais e com mais de 30 anos de história em defesa da educação pública e de nossos direitos.

Como parte desta luta, nós, docentes da UFRGS, somos também responsáveis pela combatividade e protagonismo de uma categoria formada por 81.000 docentes federais, quase 10% dos 850 mil servidores públicos federais do Poder Executivo.

Sem tom autoproclamatório, podemos dizer que nos orgulharmos de sermos do ANDES, um dos sindicatos com maior capacidade de convocatória no país e uma das forças vitais dentro do funcionalismo público federal e na defesa da Educação e da comunidade científica brasileira, nas lutas do conjunto dos trabalhadores e trabalhadoras, por uma sociedade onde a educação não seja mercadoria e onde a valorização dos professores, da Educação, da ciência e das humanidades seja efetivamente prioridade, não somente no discurso, mas também no orçamento público em nosso país.

Além de nossos direitos – carreira, salário, condições de trabalho –, lutamos em defesa de um dos maiores patrimônios públicos da sociedade brasileira, que se encontra hoje ameaçado: as instituições federais de Ensino.

Por tudo isso, esperamos honrar em cada dia do mandato que vocês nos conferiram, cumprindo as bandeiras do nosso sindicato nacional e da plataforma de gestão da nossaSeção Sindical do ANDES na UFRGS, Gestão Sindicato Democrático e de Luta. Esperamos cumprir com sabedoria a combinação de nossas pautas locais e nacionais, apoiados e apoiando a mobilização docente na UFRGS, em conjunto com as entidades dos servidores técnicos-administrativos e dos estudantes, e como parte das lutas dos servidores públicos federais e do conjunto dos/as trabalhadores/as.

Eu gostaria de encerrar estas breves palavras, com duas frases que devem sempre nos inspirar. A primeira, de Paulo Freire, diz:
“Ninguém liberta ninguém, ninguém se liberta sozinho, todos nos libertamos juntos”

E a outra, de Albert Einstein:
“O impossível existe até que alguém duvide dele e prove o contrário”
Na UFRGS, como em muitos lugares do país, sindicato independente e autônomo, sindicato democrático e de luta existe, é aqui, é presente e é instrumento para que o futuro seja mais pleno para todos nós.

Obrigado!

%d blogueiros gostam disto: