• Sindicalize-se!

  • Site ANDES-SN

  • Assessoria Jurídica

  • Cartão TRI Passagem Escolar

  • Cartilha sobre Assédio Moral

Centrais promovem novo ato unificado no dia 12 de julho 

08 de julho de 2019


faced
Nos meses de julho e agosto, as centrais sindicais de todo o país vão intensificar as mobilizações contra os cortes nos orçamentos de universidades, institutos e Cefets e contra a Reforma da Previdência. O próximo ato unificado acontece na próxima sexta-feira, dia 12 de julho, em Brasília.

A manifestação, convocada por estudantes e profissionais da Educação em defesa da aposentadoria e da educação, foi organizada para coincidir com cronogramas da UNE, que realizará seu Congresso (CONUNE) entre 11 e 14 de julho, do ANDES-SN, que estará realizando seu 64º Conad, e do Sinasefe, que reunirá sua Plenária Nacional, todos na capital federal. As entidades sindicais, que apoiam e participarão da agenda, também têm orientado mobilizações nos estados e cidades, reforçando, por exemplo, a coleta do abaixo-assinado contra a Reforma da Previdência.

Em Porto Alegre, na quarta-feira dia 10, haverá vigília unificada contra a Reforma a partir das 17h, em frente à sede do INSS (Travessa Mario Cinco Paus). Na sexta-feira, 12, a concentração terá início às 17 horas, no pátio da Faculdade de Educação da UFRGS (Faced), para caminhada em direção ao centro da cidade.

Contra os ataques à população

Como parte do calendário de lutas, na última terça-feira (2), em vários aeroportos do país, deputados que embarcavam para o Distrito Federal foram recepcionados por manifestantes que cobraram dos congressistas um posicionamento contra a PEC 6/2019. Com faixas e cartazes, os atos alertaram para os graves ataques contidos na Reforma, que retira direitos de todos.

Em nota, as entidades reafirmaram o posicionamento contrário ao relatório do deputado federal Samuel Moreira (PSDB-SP), chamado de “acordão”, e convocaram estado de mobilização permanente, mesmo durante o recesso do Congresso, que começa no dia 18 de julho.  “Todo o tipo de fisiologismo foi utilizado nesse processo, inclusive a compra de deputados federais a peso de ouro, como os R$ 40 milhões liberados pelo governo para que votassem a favor do relatório. A versão aprovada é ainda pior que as anteriores, mantém a essência do ataque aos trabalhadores, além de proteger os interesses do agronegócio, isentando os ruralistas de pagar sua contribuição”, frisa a CSP-Conlutas em seu site.

As votações no Plenário devem começar na quarta-feira (10). “Na essência, o projeto mantém o aumento da idade mínima, do tempo de serviço e a redução dos salários pela mudança de cálculo para a aposentadoria. Isso é a prova mais do que concreta de que não há nada para se negociar nessa reforma”, lamenta a entidade, lembrando que a aprovação do texto só foi possível por uma armação política e um grande acordo envolvendo parlamentares, governadores e sindicalistas em benefício do capital.

“É preciso denunciar essa tentativa de acordo, que joga contra a luta dos trabalhadores para derrotar a reforma da Previdência. Quem negocia, trai! Não há negociação com o governo e/ou com esse parlamento que mude o caráter regressivo dessa reforma. O único caminho para a classe trabalhadora é derrotar esse projeto.”

13 de agosto

No dia 13 de agosto, haverá uma paralisação nacional da educação, reunindo novamente as organizações sindicais e sociais que atuam no ensino básico e no superior. Nessa data, será feita a entrega ao Congresso Nacional das assinaturas coletadas em todo o país contra a Reforma da Previdência. A CSP-Conlutas, juntamente com as demais centrais sindicais, espera que a data se consolide como uma nova Greve Geral, com mobilizações semelhantes ou maiores que as registradas no 14 de Junho.

 

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

  • FUTURE-SE EM DEBATE

  • Canal Docente

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: