• Sindicalize-se!

  • Site ANDES-SN

  • Assessoria Jurídica

  • Cartão TRI Passagem Escolar

  • Cartilha sobre Assédio Moral

Saiba como foi o XIX Encontro Regional do ANDES-SN no RS

21 de setembro de 2018

encontro

 

O campus Porto Alegre do IFRS sediou, nos dias 14 e 15 de setembro, o XIX Encontro Regional do ANDES-SN no RS. O tema do evento, que reuniu a direção da Regional/RS e representantes das seis seções do Sindicato Nacional no Estado, foi “Em defesa dos IFs e das universidades públicas”. O Encontro foi organizado pelo SindoIF, a recém criada seção sindical dos docentes dos campi da região metropolitana de Porto Alegre.

Os ataques financeiros e ideológicos aos Institutos Federais e às Universidades Públicas foram pauta da abertura do encontro. O professor Osmar Gomes de Alencar Júnior, 1º vice-presidente da Regional Nordeste I do ANDES-SN e docente da UFPI, mostrou a perversidade do teto de investimentos sociais aplicados pela EC/95 e apresentou dados que comprovam a redução dos repasses em diversos setores essenciais para a sociedade.

Tratando sobre os ataques ideológicos contra a educação, a professora da UFRGS Russel Teresinha Dutra da Rosa falou sobre os desafios do enfrentamento ao projeto Escola com Mordaça e ao parecer favorável ao Escola sem Partido, ocorrido em maio de 2018. Caso a proposta seja aprovada na comissão especial, poderá ir diretamente ao Senado, enquanto entidades relacionadas e população em geral seguem lutando para que o texto passe pelo plenário da Câmara dos Deputados. “Aqui no Rio Grande do Sul, a proposta chegou a ser aprovada pelas Câmaras de duas cidades, mas graças a vetos e à pressão de entidades e da sociedade, não entraram em vigor”, lembra Juca Gil, professor da Faculdade de Educação e diretor do ANDES/UFRGS, que esteve presente no evento.

No sábado (15), foi debatida a proposta de paridade de gênero na composição da diretoria do ANDES-SN. O tema está sendo tratado em todas as seções sindicais do País, o que pode dar origem a uma mudança no estatuto do Sindicato Nacional no próximo Congresso, previsto para ocorrer em janeiro de 2019 em Belém (PA). Conforme Juca Gil, a paridade de gênero tem a ver com problemas na sociedade em geral, mas também busca resolver questões internas da própria entidade. “O objetivo é encaminhar ações concretas contra a cultura do machismo”, completa. “A luta pela paridade de gênero é uma luta do ANDES, interna e externamente. Numa sociedade machista, organizações reproduzem esses padrões; e são também produtoras. O ANDES-SN e suas seções sindicais, como uma organização de trabalhadoras e trabalhadores, busca fortalecer a luta e as conquistas das mulheres, quando assume o compromisso cotidiano, de viabilizar, estimular e valorizar a integração das mulheres em todas as suas instâncias”, comenta Sueli Goulart, professora da Escola de Administração e diretora da ANDES/UFRGS.

O evento foi encerrado com o relato das seções sindicais sobre suas atividades em 2018 e as ações e lutas previstas até o próximo Congresso do ANDES-SN. Estiveram presentes representações da Adufpel, Aprofurg, Sedufsm, ANDES/UFRGS, Sesunipampa e do Sindoif.

Saiba mais

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

  • FUTURE-SE EM DEBATE

  • Canal Docente

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: