• Sindicalize-se!

  • Site ANDES-SN

  • Assessoria Jurídica

  • Cartão TRI Passagem Escolar

  • Cartilha sobre Assédio Moral

InformANDES na UFRGS, nº 36, 01/06/2018

Quinta-feira, 7 de junho, será Dia Nacional de Luta dos Servidores Federais.
Participe!

PAUTA:                                                         

1 – Coletivo “Professores da UFRGS pela Democracia” lança manifesto

2 – Petroleiros realizam greve de advertência e aula pública

3 – Correção: Nota de Repúdio do Fórum Gaúcho ao PL 6299

4 – Ouça o Voz Docente pela Internet

1 – Coletivo “Professores da UFRGS pela Democracia” lança manifesto

No último dia 28, terça-feira, no Auditório da Faculdade de Educação (FACED), o Coletivo “Professores da UFRGS pela Democracia”, composto por educadores e pesquisadores universitários, lançou um manifesto em que alerta para as ameaças à Democracia no Brasil e para a necessidade da unidade das forças democráticas na resistência a esses ataques.

O que une o Coletivo “Professores da UFRGS pela Democracia”

O Coletivo reúne professores das diferentes unidades da UFRGS, que se congregaram a partir da resistência ao Golpe de 2016, participando de aulas públicas, protestos, campanhas, abaixo-assinados, atos e marchas.

Além de expressar a preocupação com o momento “sombrio” que o país enfrenta, o manifesto conclama à mobilização: “Com o avanço do autoritarismo, as lutas pela democracia representativa e participativa, pela autonomia universitária, pelo financiamento adequado da educação pública e em defesa da liberdade de ensinar e aprender são ainda mais necessárias. Ao defender a democracia, nós nos congregamos com diferentes grupos e organizações que compartilham dessas posições democráticas dentro e fora da Universidade. A agenda de defesa da democracia também envolve contrapor-se ao crescimento da intolerância e do ódio a determinados grupos sociais, partidos políticos e até mesmo à política como um todo.”

O Coletivo lembra que seus membros não se omitiram, em 2016, em “apoiar a resistência contra essa Emenda Constitucional, protagonizada, em muitos momentos, por nossos estudantes” e deixa claro que não se omitirão diante dos ataques aos direitos e conquistas e diante do “processo em curso de privatização dos serviços de saúde e educação públicas”.

Atividades de adesão ao Manifesto

O Manifesto já conta com mais de 250 assinaturas. Para ampliar a lista de apoios, o Coletivo planeja organizar, nas próximas semanas, eventos de coleta de assinaturas de adesão ao manifesto/abaixo-assinado e atividades de apresentação do grupo nos diversos campi. O texto integral do manifesto e orientações para adesão podem ser acessadas aqui.

A Seção Sindical ANDES/UFRGS parabeniza os colegas pela organização do Coletivo e pelos seus propósitos de contribuir à luta unitária em defesa das liberdades democráticas, das conquistas sociais e da Universidade Pública e Gratuita.

2 – Petroleiros realizam greve de advertência e aula pública

Foi iniciada às zero horas desta quarta-feira, 30 de maio, a greve dos petroleiros em defesa da Petrobrás, pela retomada da produção das refinarias e contra a política de preços de Pedro Parente. A greve foi chamada pela Federação Única dos Petroleiros (FUP) e pela Federação Nacional dos Petroleiros (FNP).

A mobilização começou forte em todo o país, atingindo as refinarias, terminais e unidades operacionais da empresa. As principais refinarias, centro estratégico da Petrobras, tiveram os chamados “cortes de rendição”, a suspensão da troca de turnos, o que obriga a empresa a reduzir as operações.

Os trabalhadores cruzaram os braços mesmo após a decisão absurda e arbitrária do Tribunal Superior do Trabalho (TST), que na terça-feira (29) declarou a paralisação como ilegal antes mesmo dela iniciar. O TST estipulou uma multa diária de R$ 500 mil, caso a decisão fosse descumprida. Leia mais sobre a greve aqui.

Na Refinaria Alberto Pasqualini (REFAP), em Canoas, sindicatos de várias categorias participaram de ato realizado às 8 horas da quarta-feira, em frente aos portões. A Assufrgs organizou a ida de técnicos; também estiveram presentes professores da Ufrgs e do Ifrs.

Suspensão dos cortes de rendição

Na quarta-feira, atendendo a pedido da Advocacia Geral da União (AGU), a ministra Maria de Assis Calsing, do TST, elevou de 500 mil para 2 milhões a multa diária aplicada aos sindicatos que aderiram à greve. Diante desse quadro, a FUP recomendou que os sindicatos retornassem ao trabalho.

A assembleia do Sindipetro-RS, realizada às 14 horas desta quinta-feira, 31, decidiu pela suspensão dos cortes de rendição . Em suas manifestações, os sindicalistas declararam que a decisão do TST reflete “o estado de exceção que vive o país e é um claro apoio ao governo golpista do Temer que, entre outras iniciativas, tem se empenhado em desmontar os sindicatos e fragilizar a organização dos trabalhadores”.

Aula pública

image002

Ainda na quinta-feira, 31, foi realizada uma Aula Pública em frente aos portões da Refap com o objetivo de esclarecer a população sobre o que representa a Petrobrás para a política de preços dos combustíveis, do gás, para a educação, para diversos outros setores econômicos e para o desenvolvimento da Nação. A Aula Pública começou pouco depois das 16 horas com o microfone sob o comando do tesoureiro do Sindipetro. Professores da UFRGS estiveram presentes.

A primeira oradora a falar foi uma sindicalista da CNTE, que abordou a questão do Plano Nacional de Educação e os 10% do PIB para a educação. Também falou sobre a destinação de royalties do pré-sal para Educação e sobre o Fundo Soberano, que teve suas verbas desviadas para pagamento dos juros da Dívida Pública.

Depois falou um trabalhador aposentado ex-ativista do Sindipetro, que começou a trabalhar na Refap em 1964, um ano após o início das obras. Ao iniciar, ficou com a voz embargada de emoção. Ao encerrar também ficou emocionado novamente. Uma das questões que ele mencionou foi a forte presença de militares na diretoria da Refap, os militares nacionalistas.

A seguir, fez uso da palavra um jovem trabalhador da base do Sindipetro, abordando a questão da política de preços do Pedro Parente na Petrobras.

Avaliação positiva

Apesar da pressão do Judiciário e da suspensão da greve, a grande maioria dos trabalhadores avaliou como positivo o resultado do movimento paredista. “Um dos principais objetivos da nossa greve foi atingido. Queríamos estabelecer um diálogo com a sociedade para colocar na pauta o debate sobre a política de preços dos combustíveis e do gás de cozinha adotado por Temer e Pedro Parente na Petrobrás”, esclareceu a diretora do SINDIPETRO-RS, Miriam Cabrera.

3 – Correção: Nota de Repúdio do Fórum Gaúcho ao PL 6299

O InformANDES na Ufrgs nº 34/2018 divulgou matéria sobre o PL 6299, que alivia o controle sobre o registro de agrotóxicos no Brasil. A matéria comentou nota do Fórum Gaúcho de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos (FGCIA), do dia 14 de maio,  que alerta a população quanto ao grave retrocesso que o Projeto de Lei nº 6.299, de 2002, representa para a proteção à saúde e ao meio ambiente no Brasil. A matéria não divulgou o link de acesso à nota, que agora publicamos.

Leia aqui, na íntegra, a Nota de Repúdio do Fórum Gaúcho.

4 – Ouça o Voz Docente pela Internet

  • OuçaAQUIo programa nº 22/2018, do dia 30 de maio de 2018

No Roteiro:

– Apresentamos uma entrevista com o docente da Escola de Serviço Social da UFRJ e vice-presidente do ANDES-SN, Luis Eduardo Acosta;

Notícias Expressas

1- ANDES-SN lança nota em apoio à greve dos caminhoneiros

2- Frentes convocam Dia Nacional de Luta nesta quarta, dia 30 de maio

Voz Docente é semanal, produzido pelo ANDES/UFRGS, em parceria com as Seções Sindicais da UFPEL e da FURG, e radiodifundido às quartas-feiras, às 13h00, na Rádio da Universidade, 1080 AM ou on-linehttp://www.ufrgs.br/radio/

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

  • FUTURE-SE EM DEBATE

  • Canal Docente

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

%d blogueiros gostam disto: