• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • outubro 2016
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 87, 01/10/2016.

 

Dia 29 – uma quinta-feira repleta de atividades:

1-Iniciou com a paralisação nacional dos metalúrgicos que, no RS, alcançou 13 cidades.

*A Seção Sindical compareceu à posse da Administração da Universidade para 2016-2010 e cumprimentou Reitor, Vice e a equipe empossados.

2-A Plenária Universitária iniciou a organização da resistência unitária os pacotes de maldades do governo.

3-A Plenária Sindical/RS lançou um chamado à luta contra a PEC 241 (leia o item 3)

Ainda na PAUTA: 4-Escute, pela internet, o programa Voz Docente desta semana, nº 39/2016

1-Dia 29: em todo o país, se realizou a unidade dos assalariados e de suas entidades sindicais contra a política de retirada de direitos

Mais de 600 mil metalúrgicos paralisaram as atividades, os petroleiros iniciaram sua greve nacional no dia 29 e metroviários se mobilizaram em diversas cidades do país.

Nacionalmente, uma numerosa quantidade de outras categorias, do setor privado e do Serviço Público, aderiram ao Dia Nacional de Luta, Mobilização e Paralisações, convocado contra a PEC 241/2016, contra o PLP 257/2016 (atual PLC 54/16), contra as reformas da Previdência e Trabalhista e em defesa da Escola Sem Mordaça. Nas manifestações, os brados pelo Fora Temer não foram poucos.

Os docentes da educação federal também participaram do Dia Nacional de Lutas.

Leia a matéria na íntegra: Trabalhadores de todo o Brasil se mobilizam em mais um Dia de Luta

Porto Alegre: Protesto libera catracas de estações da Trensurb no Dia de Paralisação Nacional

2-A Plenária Universitária debateu as contrarreformas e iniciou o processo de unidade da Comunidade Universitária na resistência aos retrocessos

Na tarde da última quinta-feira, 29/09, a UFRGS foi palco de um momento importante para a Comunidade Universitária, quando as entidades representativas das três categorias (estudantes, técnico-administrativos e docentes) se uniram em uma única plenária com o intuito de iniciar uma forte reação contra propostas que visam  desmontar os direitos e conquistas sociais, destruir a Educação e Saúde Pública.

Representantes do ANDES, da Assufrgs, do DCE e da APG falaram sobre a importância de unificar a Comunidade Universitárias na luta contra os pacotes de maldades do governo Temer, contra os ataques articulados na área da Educação Pública, como o projeto autodenominado de “Escola sem Partido”, a reforma do Ensino Médio e a PEC 241, que, se aprovada, congelará, por 20 anos, os gastos na Saúde e no Ensino Públicos, pautando uma enxurada de cortes nessas áreas.

A Plenária Universitária iniciou o processo de unidade dos três segmentos da Universidade, pois a luta pela manutenção dos direitos sociais e da própria Universidade Pública, Gratuita e de Qualidade é comum a todos.

3-Frente Sindical/RS debateu impactos da PEC 241 e organizou ações para barrar sua aprovação

Às 18h do dia 29, os sindicatos e centrais sindicais se uniram em uma Plenária sobre a PEC 241, no auditório do CPERS, em evento convocado pela Frente Sindical em Defesa do Serviço Público. Na ocasião, um técnico do Dieese realizou análise sobre o projeto, que irá afetar e prejudicar as funções e atuação do Estado na saúde, educação, saneamento, habitação, segurança, etc.

Confira mais informações sobre a nota técnica do Dieese sobre a PEC 241.

Após os debates, a Plenária Sindical/RS esmiuçou o calendário da votação da PEC 241 no Congresso, definiu encaminhamentos para a luta contra sua aprovação da PEC e lançou um chamado à mais ampla mobilização para derrotar esse projeto de emenda constitucional, cujos efeitos – se aprovado – serão devastadores.

O governo quer aprovar a PEC 241 a toque de caixa – neste mês de outubro, na Câmara Federal, e em novembro, no Senado

3.1-A votação do parecer do Relator da Comissão Especial, deputado Darcísio Perondi (PMDB/RS), está prevista para o dia 05 de outubro em Brasília, e para o dia 06 a definição da Comissão da Câmara. As medidas de ação definidas pela Frente Sindical/RS são:

-Realização de vigília no Aeroporto Salgado Filho, nos dias 03 e 04 de outubro, a partir das 5h da manhã, para receber e pressionar os deputados que terão voo a partir das 6hs para Brasília; o(a)s colegas interessado(a)s em participar da vigília podem entrar em contato com a Seção Sindical, através do e-mail deste boletim.

-Chuva de mails sobre os quatro deputados gaúchos que são membros da Comissão Especial: deputado Darcísio Perondi (PMDB), dep. Mauro Pereira (PMDB), deputada Maria do Rosário (PT) e dep. Nelson Marchezan (PSDB). O próximo boletim informará os mails dos quatro deputados e trará uma proposta de mensagem a postar.

-As centrais e demais entidades sindicais estão articulando comitivas de dirigentes sindicais a Brasília, para, nos próximos dias 04 e 05, percorrer os gabinetes dos deputados no Congresso e pressiona-los a votar contra a aprovação do projeto.

-A diretoria da Seção Sindical, em articulação com a Comissão Docente de Mobilização e com Assufrgs, DCE e APG, informará em breve propostas de mobilização nos campi da UFRGS, visando esclarecer o(a)s colegas a respeito do teor devastador da PEC 241.

3.2-O presidente da Câmara, dep. Rodrigo Maia, declarou que pretende colocar a PEC 241 em votação no dia 17 de outubro, no Plenário da Câmara Federal.

-Na UFRGS, medidas de mobilização e luta serão impulsionadas pela Seção Sindical, junto com as demais entidades, do dia 10 até o dia 18/10;

-é de se prever que o Sindicato Nacional, o Fonasef e demais entidades convoquem uma mobilização em Brasília para pressionar dos deputados em Brasília, nos dias 17 e 18. A Seção Sindical providenciarás informações atualizadas através deste boletim.

Em defesa da Educação, Saúde e Serviço Públicos: Diga NÃO à PEC 241!

image002-11

 4-Escute, pela internet, o programa Voz Docente desta semana, nº 39/2016

Escute o programa clicando no link: https://soundcloud.com/voz-docente/programa-n-392016-do-dia-28-de-setembro-de-2016

A entrevista do nº 39

– A profª Elisabete Búrigo, segunda vice-presidente do Andes/Ufrgs, conta como foi a mobilização em defesa das Ações Afirmativas na UFRGS;.

-No Notícias Expressas:

1 – Manifestações e paralisações marcaram o Dia 22 de setembro em todo o país.

2 – Mobilização rumo à Greve Geral continua com novas paralisações e protestos.

3 – Assembleia Geral Docente alerta: “Os ataques têm sido sistemáticos, é preciso estar atento e forte”.

4 – ANDES divulga Nota de repúdio à Contrarreforma do Ensino Médio imposta pela MP 746/2016.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: