• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • março 2016
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    28293031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 28, 30/03/2016.

PAUTA:

1-Atos nos dias 31 e 01.

2-RUs da UFRGS não funcionaram na 2af, 28, por causa da Terceirização.

3-Desastre socioambiental de Mariana: Tribunal Popular em Minas irá julgar os crimes cometidos pela Samarco, Vale e BHP.

4-Cultura e etc. em Debate: dois painéis (4.1 e 4.2).

1-Atos nos dias 31 e 01!

Em base nas informações recebidas até o fechamento desta edição, informamos a respeito dos atos previstos para os dois próximos dias. Como a dinâmica dos eventos é rápida e suscetível de mudanças, o próximo boletim trará, se necessário, possíveis precisões ou correções a respeito dos mesmos. No item 1.3, são corrigidas algumas informações divulgadas no boletim nº 27.

1.1-Dia 31/03: Ato 31 de março, lutar e resistir

QUEM CONVOCA: Frente Povo Sem Medo e Frente Brasil Popular;

FALAS: movimentos que compõem as frentes e demais entidades;

EIXOS DE CONVOCAÇÃO: “Em defesa da democracia, golpe nunca mais. Contra o ajuste fiscal, por outra política econômica. Em defesa dos direitos, contra a reforma da previdência”;

QUANDO: quinta-feira, 31 de março, a partir das 17h;

ONDE: Esquina Democrática.

1.2-Dia 01/04: Dia Nacional de Lutas – em defesa dos direitos dos trabalhadores e pelas reivindicações

No dia 1º de abril, sexta-feira, haverá em todo o pais atos em defesa dos direitos dos trabalhadores e pelas reivindicações.

O ANDES-SN entende que, na atual conjuntura, a luta pelos nossos direitos não deve ser esquecida nem postergada.

O Sindicato Nacional convida os docentes a participarem dos atos, contra os cortes de verbas que precarizam as universidades, contra o chamado Ajuste Fiscal e a anunciada reforma da previdência, contra a privatização da rede federal de ensino através das terceirizações e das contratações de docentes e funcionários técnico-administrativos via as chamadas Organizações Sociais – OSs.

QUEM CONVOCA: o Espaço de Unidade de Ação, que, nacionalmente, congrega 36 entidades e movimentos, entre os quais o ANDES-SN, o Sinasefe, a Fenasp, a CSP-Conlutas;

FALAS: As entidades que convocam;

QUANDO: sexta-feira, 01 de abril – Chega de mentiras! – às 10h30;

ONDE: Esquina Democrática, Porto Alegre;

EIXOS: o Ato está sendo convocado com os seguintes eixos, entre outros:

-Por Educação, Saúde e serviços públicos de qualidade!

-Contra o Ajuste Fiscal, contra os cortes, contra o arrocho!

-Contra as chamadas Organizações Sociais – OS, contra as privatizações!

-Terceirização é precarização!

-Não à nova reforma da previdência!

-Não à corrupção!

-Não à criminalização dos movimentos sociais e em defesa das liberdades democráticas, civis, jurídicas, políticas e sociais!

1.3-Errata

-A Reitoria da UFRGS não convocou nem organizou o Ato realizado em 30/03, às 16h, no Salão de Atos;

-A atividade a ser realizada em 31/03, às 16h, no Salão de Atos, foi conceituada, organizada e realizada pela Reitoria da UFRGS (ver item 4.1 deste boletim).

2-RUs da UFRGS não funcionaram na 2af, 28, por causa da Terceirização

Cerca de 12 mil refeições deixaram de ser servidas, na última segunda-feira, 28/03, com o fechamento temporário dos seis restaurantes universitários (RUs) da UFRGS. O serviço foi cancelado, durante os períodos de almoço e jantar, em função da Realeza, empresa terceirizada prestadora do serviço, ter descumprido alguns dos itens básicos exigidos para o trabalho.

A Reitoria divulgou nota a respeito.

Na última terça-feira, 29/03, cinco dos seis RUs voltaram a funcionar. Apenas o RU4 ( Agronomia) seguiu fechado.

Saiba mais:

24/03/2016: Restaurantes Universitários terão nova empresa terceirizada a partir de segunda-feira

28/03/2016: RUs estarão fechados para o almoço de hoje, 28/03

28/03/2016: RUs seguem fechados para o jantar desta segunda-feira

Correio do Povo, 28/03/2016: Restaurantes universitários da Ufrgs fecham temporariamente

29/03/2016: RUs Centro, Saúde, Vale, Esefid e Bloco IV voltam a funcionar

3-Desastre socioambiental de Mariana: Tribunal Popular em Minas irá julgar os crimes cometidos pela Samarco, Vale e BHP

unnamed

No próximo dia 1º de abril, em Belo Horizonte (MG), a CSP-Conlutas e o Espaço de Unidade de Ação realizarão um Tribunal Popular como parte da campanha de responsabilização da Samarco/Vale/BHP pelo rompimento das barragens de Santarém e Fundão, em Mariana (MG), em novembro de 2015.

A iniciativa é de extrema importância política frente ao crime socioambiental que ocorreu na cidade mineira e também de todos os outros crimes envolvendo o Código de Mineração.

O debate precisa ser amplo e não pode ser reduzido às situações de recomposição material da cidade. Ele precisa abordar as questões ambientais, do mundo do trabalho, de ordem sanitária, de patrimônio histórico e cultural.

Outras localidades no território nacional estão na mesma situação de fragilidade, sofrendo com os impactos da extração mineral feita por grandes empresas, que não tem o mínimo de respeito para as questões socioambientais.

Leia a matéria na íntegra: Tribunal Popular em Minas irá julgar os crimes cometidos pela Samarco, Vale e BHP

4-Cultura e etc. em Debate: 

4.1-Painel “Democracia e Estado de Direito”

QUEM CONVOCA: Reitoria da UFRGS.

FALAS: Quatro palestras sobre o tema em pauta.

QUANDO: quinta-feira, 31 de março, às 16h;

ONDE: Salão de Atos da Reitoria da UFRGS, no Campus Centro.

Leia a matéria na íntegra: UFRGS promove painel “Democracia e Estado de Direito” nesta quinta-feira

4.2-Painel “Brasil e Argentina atual: as política de direitos humanos sobre o passado recente”

Aproveitando a data histórica, nesta próxima sexta-feira 1º de abril, ocorrerá o seguinte Painel: Brasil e Argentina atual: avaliação conjuntural da estagnação e do retrocesso nas política de direitos humanos sobre o passado recente“. Participarão:

Suzana Lisbôa (Comissão dos Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos)

Alfredo Gugliano (Ciência Política/UFRGS)

Patrícia da Costa Machado (pesquisadora da atuação do Judiciário diante dos crimes de lesa humanidade)

Enrique Padrós (História/UFRGS)

Serão debatidos aspectos relacionados com a atual conjuntura brasileiro-argentina, o impacto produzido sobre as políticas de direitos humanos vinculadas ao passado ditatorial, os fantasmas golpistas, as mobilizações populares sobre os 40 anos do golpe na Argentina, etc.

QUANDO: sexta-feira, 01/04, às 19h.;

ONDE: Sala Multimeios do IFCH (Campus do Vale, UFRGS);

QUEM PROMOVE: Dpto de História do IFCH/UFRGS.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: