• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • novembro 2015
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    30  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 110/2015, 25/11/2015.

PAUTA:

1-A proposta do governo faz minguar o Vencimento Básico (VB) e aumenta o arrocho sobre os docentes das três classes iniciais e sobre os professores aposentados.

2-Nesta quinta-feira: Assembleia Geral para avaliar a nova proposta do governo.

3-Janta de Confraternização será nesta sexta-feira.

25 de novembro é Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra a Mulher.

1-A proposta do governo faz minguar o Vencimento Básico (VB) eaumenta o arrocho sobre os docentes das três classes iniciais e sobre os professores aposentados

Neste número, apresentamos três outros elementos de análise da proposta entregue pelo governo para encerrar as “negociações”. Esses três elementos são extraídos do texto: uma reflexão crítica sobre os aspectos essenciais da proposta governamental.

Benefícios

O item 3 da proposta governamental anuncia o reajuste de três benefícios. Não se trata de informação ou notícia nova: a mesma proposta foi apresentada pelo governo em 22 de julho deste ano e reafirmada nas reuniões seguintes.

Mesmo assim, é positivo que os três benefícios sejam reajustados com um percentual  que repõe a inflação passada. Mas isso coloca em relevo uma contradição gritante: o governo não aplica a mesma lógica para reajuste dos salários, pois os 10,8% (propostos para janeiro/2017) não repõem nem de longe a inflação do período (março/2015 a janeiro/2017), pelo contrário, constituem um autêntico confisco.

A proposta do governo aumenta o arrocho sobre os docentes das três classes iniciais e sobre os professores aposentados

Os itens 5.2.2 e 5.2.3 da proposta estruturam as variações de degraus (steps) entres os 13 níveis da Carreira, mas mantém um salto de 25% entre o último nível de Adjunto/“D III” (nível 8) e o inicial de Associado/“D IV” (nível 9).

Essa distorção foi instituída em 2006, por ocasião da criação da classe de Associado/“D IV”, como uma artimanha para disfarçar a implementação de um arrocho de grandes proporções sobre os docentes das três classes iniciais e sobre os professores aposentados.

A manutenção dessa distorção claramente indica que o MPOG não pretende aceitar o reenquadramento dos aposentados pelo topo, nem que diminua o arrocho sobre eles e sobre os docentes das três classes iniciais (ambas são reivindicações do ANDES-SN). Pelo contrário, essa última proposta governamental aumenta o arrocho sobre eles!

O governo Infla a gratificação de Titulação (RT) para fazer minguar o Vencimento Básico (VB)

O item 5.2.4 atesta o ataque ao salário, ficando clara a intenção em valorizar gratificação ao invés de salário. Veja: um doutor em DE teria uma gratificação de Retribuição por Titulação (RT) de 115%, aparentemente baseada na titulação. Puxa, 115% parece bom! Porém,… é gratificação! Para fins salariais, indica que 55% (1 sobre 2,15) do vencimento será gratificação, e não salário.

Esse ganho será alvo fácil de todos aqueles que se fantasiam de caçadores de marajás. E mais: na verdade, o valor estabelecido nada tem a ver com titulação, pois se o docente doutor estiver em regime de 20h, o percentual de sua RT será apenas de 57,5% (a metade!).

Desvenda-se aqui a verdadeira função da RT: foi criada, em 2008, como um ardil que aparenta trazer ganho salarial para melhor subtrair salário e desestruturar a Carreira Docente.

Leia, na íntegra, o texto: uma reflexão crítica sobre os aspectos essenciais da proposta governamental

Leia mais: Governo envia proposta requentada ao ANDES-SN

Quer ler mais ou manter-se atualizado a respeito da proposta do governo? Consulte periodicamente nossa página: Governo apresenta nova proposta e encerra “negociação” ou acesse nosso site:https://andesufrgs.wordpress.com/ e/ou nosso Facebook

2-Nesta quinta-feira: Assembleia Geral para avaliar a nova proposta do governo

A Seção Sindical convoca Assembleia Geral Extraordinária para avaliar a nova “Proposta do Governo para negociação 2015”. Deve ser aceita ou rejeitada?

Assembleia Geral: quando, onde, qual a pauta?

Data: 26 de novembro de 2015.

Horário: iniciará às 17h (em segunda chamada).

Local: Auditório do Departamento de Bioquímica do ICBS (Av. Ramiro Barcelos, 2600, prédio 21.111, ao lado do Instituto de Psicologia).

Pauta:

– Avaliação da “Proposta do Governo para negociação 2015” (salário e carreira);

– Assuntos Gerais.

Todo(a)s colegas convidado(a)s, sócios e não sócios: venha debater a proposta governamental!

Compareça!

3-Janta de Confraternização será nesta sexta-feira

Nesta sexta-feira, 27 de novembro, a partir das 20h00, acontece a Janta de Confraternização da Seção Sindical. Será na Churrascaria Giovanaz, na Av. Venâncio Aires, 10 (quase esquina com a Rua José do Patrocínio). Estão todas e todos convidados para festejar.

Preços (pagamento, só com cheque ou em dinheiro): espeto corrido: R$ 27,00; refrigerante e suco: R$ 5,00; cerveja: R$ 10,00; + 10% de serviço; Sindicato de Verdade, não tem preço!

Agende-se!

Caso não consiga visualizar a imagem, clique aqui

25 de novembro é Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra a Mulher

5f1edc5f0d6d6465a30b267802485710_L

Por que o dia 25 de novembro?

O Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra a Mulher, 25 de novembro, traz a memória de três irmãs, ativistas políticas latino-americanas (Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal), que lutavam por soluções para problemas sociais em seu país, a República Dominicana. Foram perseguidas, diversas vezes presas até serem brutalmente assassinadas, em 1961, pela ditadura de Leonidas Trujillo,

Em 1981, em Bogotá (Colômbia), um congresso reunindo organizações de mulheres de todo o mundo decidiu, em homenagem às três irmãs, instituir o 25 de novembro como o “Dia da Não Violência Contra a Mulher”.

Em 1999, a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) proclamou essa data como o ”Dia Internacional pelo Fim da Violência Contra a Mulher”.

Leia Brasil é o 5º país que mais mata mulheres no mundo; 13 homicídios por dia

Leia Número de casos de feminicídios têm crescimento no RS

Consulte o Mapa da Violência

Acesse o conjunto de documentos: Dia Internacional da Não Violência Contra a Mulher

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

1 comentário

  1. InformANDES na UFRGS, nº 119/2015, 21/12/2015. | Seção Sindical ANDES/UFRGS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: