• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • outubro 2015
    S T Q Q S S D
    « set   nov »
     1234
    567891011
    12131415161718
    19202122232425
    262728293031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 91/2015, 23/10/2015.

PAUTA:

1-ANDES-SN repudia aprovação, em primeiro turno, da PEC que permite cobrança nos cursos de especialização e extensão.

2-Discurso de posse da nova diretoria está disponível on-line.

3-Escute, pela internet, o programa Voz Docente desta semana, nº 42/2015.

1-ANDES-SN repudia aprovação, em primeiro turno, da PEC que permite cobrança nos cursos de especialização e extensão

charge Patria educadora

A PEC escancara o ataque ao caráter público da educação no Brasil

“É o mais grave ataque, em anos, ao caráter público da educação no Brasil. Com essa Proposta de Emenda Constitucional (PEC), as instituições públicas de ensino ficam liberadas a cobrar pelos cursos de pós-graduação lato sensu e mestrado profissionais, o que desvirtua os objetivos da educação pública, que são a produção e socialização de conhecimento”. A avaliação é do prof. Jacob Paiva, 1º secretário do ANDES-SN, ao se referir à aprovação da PEC 395/14, em primeiro turno, na Câmara Federal.

A PEC simplesmente escancara um processo que já vem acontecendo nas instituições públicas de ensino: a cobrança desses cursos. O prof. Paiva alerta: “Em um momento de muitos cortes orçamentários, a cobrança dos cursos vai ser utilizada para tentar suplementar problemas orçamentários das instituições, o que é muito ruim para a educação pública”.

Em um segundo momento…

O diretor do ANDES-SN alertou também para a possibilidade de cobrança de taxas e mensalidades, em um segundo momento, de cursos regulares de graduação, mestrado e doutorado, o que descaracterizaria a função social das universidades públicas: “Essa PEC faz parte de uma política mais geral, que é de desresponsabilização do Estado na área da educação pública. Já vivemos um cenário de crescimento do setor privado na educação superior, e a medida amplia esse processo de privatização e mercantilização”, completa Paiva.

O que aconteceu?

Na noite desta quarta (21), em primeiro turno, o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 395/14, que permite às universidades públicas cobrarem taxas e mensalidades de cursos pagos de extensão, pós-graduação lato sensu e mestrados profissionais.

A proposição, aprovada por 318 votos a 129, altera a redação do inciso IV do artigo 206 da Constituição Federal, sobre os princípios do ensino, que garante “gratuidade do ensino público em estabelecimentos oficiais”.

Como votaram os partidos e os deputados?

As bancadas do PCdoB e do Psol foram unanimemente contrárias à PEC. A bancada petista, que em outros tempos combateu duramente a privatização da universidade através da cobrança de mensalidades, nesta votação teve vários dissidentes: pelo menos 10 de um total de 58 parlamentares votaram favoravelmente à proposta.

Votaram unanimemente em favor da PEC as bancadas federais do PSDB, os Democratas (DEM), o PHS e o PPS. O PMDB, apesar de alguns votos contrários, também foi majoritariamente favorável.

Confira a lista completa de votos dos deputados federais em relação à PEC 395/14.

Leia mais: Câmara aprova PEC que acaba com gratuidade em cursos de especialização, extensão

Sobre o tema, leia também aqui e aqui.

Fonte: ANDES-SN, com informações da Agência Câmara, e com edição da Sedufsm e da Seção/UFRGS.

2-Discurso de posse da nova diretoria está disponível on-line

Está disponível, no blog, o discurso de posse da diretoria/2015-2017, lido pelo novo presidente, o prof. Mathias Luce, na Assembleia Geral da sexta-feira 16/010. No discurso, a nova diretoria:

-agradeceu os votos do(a)s colegas na chapa eleita;

-reivindicou o legado das gestões anteriores, particularmente “do competente trabalho realizado sob a presidência do professor Carlos Alberto Gonçalves”;

-apresentou os eixos programáticos da nova gestão (“em defesa da carreira docente e da valorização salarial, por condições adequadas de trabalho, por democracia e transparência na Universidade e organização docente pela base”);

-salientou a importância do sindicato nacional ANDES na defesa da Educação Pública, Gratuita e de Qualidade (“um dos sindicatos com maior capacidade de convocatória no país; uma das forças vitais dentro do funcionalismo público federal e na defesa da Educação e da comunidade científica brasileira; das lutas […] por uma sociedade onde a educação não seja mercadoria e onde a valorização dos professores, da Educação, da ciência e das humanidades seja efetivamente prioridade, não somente no discurso, mas também no orçamento público em nosso país”).

O discurso de posse pode ser lido aqui.

3- Escute, pela internet, o programaVoz Docente desta semana, nº 42/2015

No roteiro:

-reportagem sobre a posse da equipe que dirigirá a Seção no biênio 2015-2017, com entrevista com a Profª Bete Bútigo;

-por que os funcionários técnico-administrativos da UFRGS vão paralisar na quinta-feira 22/10, com entrevista de Arthur dos Santos Bloise, coordenador da Assufrgs;

-Apenas vinte das sessenta e três Instituições Federais de Ensino Superior receberão reforço orçamentário do MEC;

-O incorrigível conde Pié discursa sobre seu cusco, Badana, e outras coisas….

Escute Voz Docente pelo blog: https://andesufrgs.wordpress.com/voz-docente/ ou pelo facebook: https://www.facebook.com/andesufrgs  Não perca!

Voz Docente é semanal, produzido pela Seção ANDES/UFRGS, em parceria com a Seção Sindical da UFPEL e a Regional/RS do ANDES-SN, e radiodifundido às quartas-feiras, às 13h00, na Rádio da Universidade, 1080 AM ou on-line:http://www.ufrgs.br/radio/

O programa é também veiculado três vezes por semana em Pelotas: pela Rádio Federal FM 107,9, emissora da UFPel, e pela RádioCom 104.5 FM.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: