• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • novembro 2014
    S T Q Q S S D
    « out   dez »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 108/2014, 12/11/2014.

EM TEMPO: A Assessoria Jurídica Nacional (AJN) do ANDES-SN emitiu parecer que esclarece não haver base jurídica para as pretensões do MPOG, da AGU e de instâncias das Universidades Federais de abolir a remuneração retroativa nos casos de progressões/promoções – como está sendo o caso da Circular nº 17/2014-Progesp. Leia a matéria a respeito, com o link para o parecer da AJN/ANDES-SN: aqui ou em nosso facebook. A Seção Sindical analisará a questão em seu próximo boletim.

PAUTA:

1-Escute, pela internet, o programa Voz Docente, nº 15/2014, de 12/11.

2-Nota da AdUFPel-Seção Sindical sobre a privatização do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas – UFPel.

3 – “4º Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural” está ocorrendo na UFRGS; o evento pode ser acompanhado ao vivo pela internet.

4-Manifesto: “Economistas pelo desenvolvimento e pela inclusão social”.

1-Escute, pela internet, o programa Voz Docente, nº 15/2014, de 12/11. No roteiro do programa nº 15/2014:

– O Voz Docente inicia com uma entrevista especial com a professora  Beatriz Franchini, docente da área de Enfermagem na UFPel e, também, e membro da diretoria da AdUFPel-Seção Sindical. Ela comenta a assinatura do contrato entre o Reitor da  Universidade Federal de Pelotas – UFPel, Mauro Del Pino, e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, a EBSERH. O referido contrato entrega a gestão do Hospital Escola da UFPel à EBSERH; os funcionários serão contratados pela CLT. A entrevista da profª Beatriz foi concedida à Rádio Federal de Pelotas (emissora da UFPel), no entanto, não foi veiculada – por decisão da Direção da Rádio, em vista de que o próprio Reitor se negou a apresentar seus argumentos.

O quadro “Notícias Expressas” informa a respeito da grave crise financeira vivida pelas Universidades Estaduais da Bahia. A crise foi denunciada, em carta aberta, pelo Fórum dos Reitores, cansados com o descaso do governo estadual da Bahia com a educação pública.

– O quadro também noticia que 70% dos deputados federais eleitos recebeu financiamento de grandes empresas, bem como o risco de que a PEC 555 sequer entre em pauta na Câmara dos Deputados.

– Quanto à coluna Pérolas do Sobrinho, assinada pelo inverossímil professor conde Pié, vem com sabor de poesia…

Envie seus comentários, sugestões, dúvidas e perguntas avozdocente@ufrgs.br

No Voz Docente, temas de interesse da comunidade como ciência e tecnologia, cultura, realidade nacional e internacional, a situação dos docentes universitários e do funcionalismo público federal são abordados de forma crítica e equilibrada.

Voz Docente é semanal, produzido pelo ANDES/UFRGS, em parceria com as Seções Sindicais da UFPEL e da FURG,

e radiodifundido às quartas-feiras, às 13h00, na Rádio da Universidade, 1080 AM ou on-linehttp://www.ufrgs.br/radio/

O programa é também veiculado três vezes por semana em Pelotas: pela Rádio Federal FM 107,9, emissora da UFPel, e pela RádioCom 104.5 FM.

2-Nota da AdUFPel-Seção Sindical sobre a privatização do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas – UFPel

“Disfarçada sob a manchete ‘Plano de Reestruturação do Hospital Escola é aprovado’, a Coordenação de Comunicação Social da UFPel anunciou a assinatura do contrato entre a Universidade e a Empresa de Serviços Hospitalares (Ebserh) para o dia 30 de outubro.

A decisão contraria o compromisso de campanha do então candidato professor Mauro Del Pino, suas posições publicizadas no Conselho Universitário e sua conduta junto à comunidade acadêmica.

Durante a campanha para escolha da nova reitoria, um documento lançado pela chapa do atual reitor defendia a democratização da gestão do Hospital Escola. O texto de campanha sustentava a necessidade de aproximação do Hospital com a comunidade, possivelmente via Conselho Municipal de Saúde, como também apontava no sentido de aproximar o Hospital Escola de organizações sociais vinculadas ao debate sobre a saúde pública. Defendia, ainda, a revalorização do Hospital Escola como espaço de ensino, pesquisa e extensão.
Antes da assinatura com a Ebserh, nenhum mecanismo democrático de consulta à comunidade foi realizado. Pelo contrário, a decisão de contratualizar com a Empresa somente passou pelos gabinetes do governo federal com os quais o Reitor tem relação política e ideológica bastante próximas.

A Diretoria da ADUFPel repudia a atitude do reitor Mauro Del Pino ao assinar o contrato com a Ebserh e dar início ao processo de PRIVATIZAÇÃO dos bens públicos, hoje com o Hospital Escola e a Odontologia, amanhã com toda a Universidade Federal de Pelotas.

Diretoria da AdUFPel-Seção Sindical”.

Leia mais: Reitor Mauro Del Pino privatiza o Hospital Escola da UFPel

e Comunidade acadêmica faz vigília em resposta à traição do Reitor

imagem 9

3 – “4º Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural” está ocorrendo na UFRGS; o evento pode ser acompanhado ao vivo pela internet

Declarado pela ONU o “Ano Internacional da Agricultura Familiar”, ano de 2014 fomenta debates sobre a importância do cultivo da terra em propriedades familiares e sua contribuição para a segurança alimentar e a produção de alimentos. Na UFRGS, as discussões estão centradas no “IV Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural”, que iniciou na manhã da quarta-feira, 12, com auditório lotado, e segue intensa programação até sexta-feira, 14 de novembro, no Auditório da Faculdade de Ciências Econômicas (Av. João Pessoa, 52/ Campus Centro). É possível acompanhar o evento ao vivo pela internet em http://aovivo.ufrgs.br/plageder.

A atividade é promovida pelo Grupo de Estudos e Pesquisas Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural da Universidade, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR) e o Programa de Pós-Graduação em Sociologia (PPGS). Participam do colóquio agricultores, profissionais, palestrantes nacionais e internacionais, estudantes, pesquisadores e convidados.

A programação do colóquio conta com conferências, lançamento de livro, mesas-redondas e realização de diversos painéis, que destacam temas pertinentes à agricultura familiar, com participação de palestrantes nacionais e internacionais. Confira a programação no site do IV Colóquio Agricultura Familiar e Desenvolvimento Rural.

Dados – Segundo dados da FAO, entre os países do Mercosul, a agricultura familiar emprega diretamente cerca de 10 milhões de pessoas. O Brasil aparece como maior destaque, responsável por 38% da produção agrícola, seguido do Uruguai (30%); Chile (25%); Paraguai (20%) e Argentina (19%). Na América Latina e Caribe, 80% das propriedades fazem parte da agricultura familiar, com geração de cerca de 70% do emprego agrícola na região.

Leia mais aqui.

Fonte: página de Notícias, no Portal da UFRGS, 12/11/2014, com edição da Seção Sindical/UFRGS.

4-Manifesto: “Economistas pelo desenvolvimento e pela inclusão social

Um grupo de economistas entendeu ser necessário denunciar que “os meios de comunicação propagam quase exclusivamente a opinião que a austeridade fiscal e monetária é a única via para resolver nossos problemas [econômicos do país]. Isto vai na contramão da opinião de economistas de diferentes matizes no Brasil, mas reverbera o jogral dos porta-vozes do mercado financeiro”.

Para tal fim, lançou o manifesto dos Economistas pelo desenvolvimento e pela inclusão social, que se encontra aberto a adesões, sob forma de petição, no sítio da “avaaz”, aqui.

Embora se possa questionar as limitações do elenco de propostas alternativas oferecidas, este boletim entende importante divulgar a existência do documento como contribuição ao debate e à ampliação deste.

As adesões ao “Manifesto” devem ser feitas pelo link:

http://www.avaaz.org/po/petition/Brasil_Economistas_pelo_desenvolvimento_e_pela_inclusao_social/?nDcWIdb

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: