• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • agosto 2014
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    25262728293031
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, nº 74/2014, 27/08/2014.

PAUTA:

1-Escute, pela internet, o Voz Docente, nº 4/2014, de 27 de agosto.

cid:ii_hzcmp3ww1_1481766d9cefa821

cid:ii_hz8ihi4l0_14808905998f8481

Escute o nº 4/2014, de 27/08:

-pela internet: https://andesufrgs.wordpress.com/voz-docente/

-pelo facebook: https://www.facebook.com/andesufrgs

O Programa VOZ DOCENTE desta semana traz o comentário do irreverente e inverossímil sobrinho-neto do Barão de Itararé, o Prof. Conde Piè, sobre a campanha dos aposentados (e de todos que tencionam um dia se aposentar) pela votação no Congresso da PEC 555: é a pressão pelo fim da bitributação; está vindo das ruas por meio do movimento UNA-SE.

Outra notícia fala sobre o crescimento dos problemas de fraudes em publicações científicas. Além do “Minuto da Assessoria Jurídica”, o programa explica, também, porque um cientista renunciou ao título de Dr. Honoris Causada Unicamp. Não perca!

Escute Voz Docente em seu computador, a qualquer hora, acessando o endereço https://andesufrgs.wordpress.com/voz-docente/ e no facebook: https://www.facebook.com/andesufrgs

cid:ii_hzbw80wl0_14814c0557d754d2cid:ii_hzbvirpt0_14814ae5828488d1

3-1-O que foi a Anistia? Por que permanece o debate a respeito dessa Lei?

Promulgada em 28 de agosto de 1979, pelo então presidente João Figueiredo, último general da Ditadura Civil-Militar brasileira, a Lei de nº 6.683 cumpriu a função de anistiar determinadas ações cometidas durante a Ditadura (1964-1985), a partir do pressuposto de que seriam consideradas justificáveis dado o período de exceção na qual foram cometidas.

Contudo, o debate a respeito da Lei permanece mesmo 35 anos após sua promulgação, especialmente pelo fato de entre os anistiados estarem, por exemplo, os torturadores dos órgãos de repressão da Ditadura, enquanto diversos acordos internacionais (assinados pelo Brasil, inclusive) apontam a tortura como um crime de lesa-humanidade, ou seja, imprescrítivel e, consequentemente, não passível de ser anistiado.”

Fontes do texto, da arte e da charge: Sedufsm-Seção Sindical, Santa Maria, 26/08/2014.

3-2-Nesta quinta-feira, 28 de agosto, às 19h00, Debate “Anistia – 35 anos”

Onde: Memorial do Legislativo do Rio Grande do Sul, Rua Duque de Caxias, 1029, Porto Alegre;

Quando: quinta-feira, dia 28 de agosto, às 19h00;

Mesa-redonda com José Carlos Moreira Filho (professor de Direito, membro da Comissão de Anistía), Derlei Catarina de Luca (Coordenação Nacional da Rede Brasil MVJ, vítima direta), Ivan Marx (promotor do Ministério Público Federal), Mauricio Santoro (professor de Direito, assessor da Anistía Internacional).

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: