• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • abril 2014
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, ano 2014, nº 28, 22/04/2014.

1-Assembleia Geral para debater e avaliar: Promoção a Titular, reuniões com o MEC, mobilização nacional dos docentesfederais e dos demais servidores federais.

2-Nesta quarta-feira, nova reunião do MEC com o ANDES-SN para debater Carreira Docente.

3-Intrusão da Brigada Militar no Campus da ESEF.

4-Quarta-feira, 23: Palestra sobre “Colégios de Aplicação: a Carreira EBTT e o MEC”.

Filie-se, porque a organização sindical é necessária!

1-Assembleia Geral para debater e avaliar: Promoção a Titular, reuniões com o MEC, mobilização nacional dos docentesfederais e dos demais servidores federais

A Seção Sindical/ANDES-SN convoca:

Assembleia Geral dos Docentes da UFRGS

QUANDO: na quinta-feira 24 de abril, às 12h00 (em 1ª chamada), 12h30 em segunda chamada

ONDE: no Campus do Vale, Prédio de Aulas do Instituto de Letras, sala 114

Pauta:

1. Carreira docente e Promoção a Titular

A histórica reivindicação do ANDES-SN de incorporação do Titular à Carreira foi conquistada, pela greve de 2012. É agora necessário debater os princípios e critérios que devem nortear o processo de promoção a Titular na UFRGS.

No próximo dia 25, o CONSUN analisará uma proposta de Decisão, encaminhada por uma Comissão Especial indicada pela Reitoria.

A Diretoria da Seção elaborou uma minuta de avaliação da proposta em debate no CONSUN. Será colocada em discussão na Assembleia Geral, permitindo, assim, que as contribuições dos colegas e os debates “ao vivo” possam enriquecer o texto e os encaminhamentos.

Documentos da Comissão Especial do CONSUN: leia aqui o Parecer e aqui os critérios (“Anexo”).

2. Como pressionar o governo a efetivamente negociar a pauta de reivindicações?

Na continuidade de dois encontros em março, o ANDES-SN e o MEC, através de sua Secretaria de Ensino Superior (Sesu) reuniram, no dia 10 de abril, para iniciar um debate conceitual sobre a reestruturação da carreira docente.

O perigo é de que o governo repita a surrada tática, usada exaustivamente em 2010-2012, de uma sucessão de reuniões sem objetividade, apenas para ganhar tempo.

Para evitar esse caminho, o Setor das Federais do ANDES-SN definiu um calendário de mobilização, que precisamos discutir.

Também, algumas perguntas precisam ser respondidas, na Assembleia Geral, para orientar nossa participação na reunião do Setor das Federais em Brasília:

-na UFRGS, a discussão sobre a carreira docente e/ou precarização das condições de trabalho acompanha a mobilização existente?

-que outro fator mobiliza os docentes na UFRGS?

-a pressão sobre o governo deve recorrer ao instrumento da greve nacional dos docentes?

-temos condições de retomar uma greve nacional de docentes, isolados ou integrados aos outros movimentos paredistas de servidores federais?

-outras perguntas podem ser formuladas.

3. Assuntos Gerais

 

2-Nesta quarta-feira, nova reunião do MEC com o ANDES-SN para debater a Carreira Docente

Na continuidade da reunião anterior, realizada em 10/04 (ver nosso boletim nº 25/2014), ocorre, nesta quarta-feira 23, nova reunião do ANDES-SN com o governo, quando o MEC ficou de trazer uma resposta aos três pontos apresentados pelo Sindicato Nacional.

Cabe lembrar que, na reunião do dia 10, o titular da Sesu/MEC declarou concordar com dois dos três pontos, tendo “dúvidas” relativamente ao terceiro.

3-Diretórios Acadêmicos da UFRGS denunciam invasão do Campus da ESEF pela Brigada Militar

Três Diretórios Acadêmicos da UFRGS (de Enfermagem, Educação Física e História) divulgaram Nota Pública Conjunta em que denunciam a invasão do Campus da ESEF/UFRGS pela BM, na noite da última sexta-feira para sábado. No local, estava ocorrendo o 98º Conselho Nacional de Entidades Estudantis de Enfermagem, organizado pelo Diretório Acadêmico de Enfermagem/UFRGS, realizado no Campus da ESEF/UFRGS, com o apoio do Diretório Acadêmico de Educação Física da UFRGS.

Segundo a Nota Conjunta das três entidades estudantis, na referida noite, durante atividades de confraternização, por volta de 01h30, a Brigada Militar compareceu ao portão da ESEF informando que haveria uma reclamação da vizinhança por conta do volume do som. A Comissão Organizadora se identificou devidamente, providenciou o desligamento do som e, pouco depois, foi feito o encerramento das atividades.

Mas voltaram três viaturas da Brigada, exigindo que os seguranças patrimoniais terceirizados abrissem o portão da ESEF, o que estes negaram.

Ainda segunda a Nota das entidades, pouco depois, uma equipe de 12 policiais fez irrupção no Campus; seu acesso não foi feito pela única entrada oficial existente na ESEF – caracterizando intrusão ou invasão do Campus. Fizeram uso de truculência, cacetadas, armas apontadas e detiveram quatro estudantes.

Fonte: Nota de denúncia das três entidades referidas acima, cuja íntegra pode ser lida aqui.

Cabem perguntas: alguma instância da Administração da UFRGS ou da própria ESEF autorizou a invasão do Campus? Se autorizou: qual instância autorizou e por que, em que bases? Se não autorizou: quais providências vai tomar a Reitoria?

4-Quarta-feira, 23: Palestra sobre “Colégios de Aplicação: a Carreira EBTT e o MEC”

Nesta quarta-feira, 23 de abril, às 17h30, na sala 117 do Colégio de Aplicação/UFRGS (Campus do Vale), a Profª Márcia de Almeida (UFViçosa e ANDES-SN) proferirá palestra, seguida de debate, sobre “Colégios de Aplicação: a Carreira EBTT e o MEC”.

A palestrante se debruçará sobre o cenário pós-regulamentação, abordando itens como critérios para progressões, RSC e promoção a titular; também, analisará o tema da inserção dos Colégios de Aplicação no cenário educacional brasileiro e, nesta perspectiva, das relações dos Colégios de Aplicação com o MEC, relativamente às demandas ou exigências do Ministério e à questão da “adequação” dos CAp às mesmas.

A Profª Márcia de Almeida é docente do Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa e diretora do ANDES-SN.

Veja, também, o material de convocação aqui.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: