• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • abril 2014
    S T Q Q S S D
    « mar   maio »
     123456
    78910111213
    14151617181920
    21222324252627
    282930  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

RELATO DA INVASÃO DA BRIGADA MILITAR NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA (ESEF) DA UFRGS

Na madrugada de sexta para sábado, por volta da 1:30h, fomos informados que havia uma viatura da Brigada Militar em frente ao portão da Escola de Educação Física da UFRGS, local onde está sendo realizado, pelo Diretório Acadêmico de Enfermagem, o 98º Conselho Nacional de Entidades de Enfermagem, com apoio do Diretório Acadêmico de Educação Física da UFRGS. Naquele momento estávamos em um espaço de confraternização na prefeitura do campus, onde um grupo de estudantes estava reunido em uma roda de samba. Ao chegarmos no portão para dialogar com a brigada, fomos informados que haveria uma reclamação da vizinhança por conta do som, o que prontamente nos dispusemos a resolver pedindo que baixassem e logo encerrasse o momento cultural.

Para a brigada isso não foi suficiente, exigiram a entrada no campus e a identificação de algum responsável, uma estudante da comissão organizadora se prontificou e entregou seu nome e identidade, mas não permitimos a entrada da Brigada no campus, afinal não tínhamos ordens para isso, e enquanto movimentos sociais, conhecemos bem a forma de atuação das polícias militares para com o movimento estudantil, visto o exemplo recente da intervenção desastrosa da polícia na Universidade Federal de Santa Catarina. Eles exigiram que os seguranças patrimoniais terceirizados abrissem o portão, o que foi acertadamente negado, afinal nenhum crime estava ocorrendo e eles não tinham permissão da direção para a brigada entrar.

Passados cerca de 30 minutos, três viaturas da Brigada Militar voltaram ao portão da ESEF, novamente alegando, agora de forma ainda mais truculenta, que queriam entrar e que haveria mais 10 reclamações pelo som, naquele momento sabíamos que se tratava de uma criminalização política, não era possível que houvessem 10 reclamações, já que a atividade já havia se encerrado. Novamente negamos a entrada da Brigada no campus.

Nesse momento, duas viaturas se retiraram e apenas dois policiais permaneciam no portão, imaginávamos que o problema estava resolvido, afinal o que motivara as reclamações já havia se encerrado. Absurdamente fomos surpreendidos pelas costas por um operativo de 12 policiais que não entraram pelo único portão de acesso à ESEF. Estes nos abordaram de forma extremamente truculenta, de imediato algemando um estudante de Educação Física e em seguida uma estudante de Enfermagem, o que gerou a revolta dos que ali estavam, o que motivou uma ação descabida da brigada, com cacetadas, socos, empurrões, ameaças, armas apontadas, celulares retirados, entre outros abusos.

Ao fim, 4 estudantes foram detidos, dois de educação física, um de história e uma de enfermagem, acusados de desacato, desobediência e resistência a prisão. Estes foram encaminhados à 8ª Delegacia de Polícia, e em seguida ao Departamento Médico Legal, sendo três liberados por volta das 6 horas da manhã, e outro por volta das 8:30h devido a necessidade de atendimento médico, gerado pelas agressões policiais.Todos foram amparados pela acessória jurídica do Bloco de Lutas, o que desde já agradecemos.

Repudiamos mais uma ação desastrosa da Brigada Militar, que sabemos de fundo conter um conteúdo político de criminalização aos Movimentos Sociais e entre eles o Movimento estudantil, sobretudo no período que sucede as grandes mobilizações de 2013 e inicio de 2014 e antecede à realização da copa do mundo, onde o Estado repressor já aponta suas armas para aqueles que ousam questionar a ordem barbarizante que rege nossa sociedade.

Não Sairemos das ruas!
Nenhum passo atrás!

Porto Alegre, 19 de abril de 2014

Diretório Acadêmico de Enfermagem
Diretório Acadêmico de Educação Física
Centro de Estudantes de História

Deixe um comentário

4 Comentários

  1. Enrique

     /  24 de abril de 2014

    Sou estudante de Cinema da UFSC e repudio também a ação dos militares aí e aqui. Por que tomaram os celulares dos estudantes? Estavam filmando? Há alguma imagem que possamos usar para denúncia?

    Responder
  2. José

     /  25 de abril de 2014

    Desde quando a BM precisa de permissão para entrar em local e averiguar uma ocorrência? se tivesse havido bom senso isto não teria acontecido.

    Responder
  1. InformANDES na UFRGS, ano 2014, nº 28, 22/04/2014. | Seção Sindical ANDES/UFRGS
  2. InformANDES na UFRGS, ano 2014, nº 31, 27/04/2014. | Seção Sindical ANDES/UFRGS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: