• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • março 2014
    S T Q Q S S D
    « fev   abr »
     12
    3456789
    10111213141516
    17181920212223
    24252627282930
    31  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS, ano 2014, nº 17, 22/03/2014.

PAUTA:

1-O Dia Nacional de Mobilização de 19 de março.

2-Ministério do Planejamento recebeu os sindicatos, mas se negou a iniciar negociações.

3-Servidores técnico-administrativos das universidades federais estão em greve nacional desde 17 de março.

4-Ciência e Cultura em Debate: Manifesto de 100 professores e cientistas no Dia Internacional em Defesa dos Rios.

 Filie-se, porque o ANDES-SN busca construir a unidade do movimento docente!

1-O Dia Nacional de Mobilização de 19 de março

Na última quarta-feira (19/03), foi realizado o Dia Nacional de Mobilização. A data foi escolhida pelo ANDES-SN para coincidir com o Dia Nacional de Mobilização proposto pelo Fórum Nacional das Entidades de Servidores Públicos Federais, que o Sindicato Nacional integra.

O objetivo do Dia 19 era de união das demais categorias do funcionalismo público federal para pressionar tanto pela sua pauta reivindicativa específica como pela pauta unificada dos servidores federais.

Pauta específica e pauta unificada

Os pontos da pauta específica de reivindicações são: melhores condições de trabalho, reestruturação da carreira docente, valorização salarial com paridade entre ativos e aposentados, respeito à autonomia universitária.

A pauta unificada está organizada em oito eixos, entre os quais podem ser destacados:

– exigência de implementação de uma política salarial permanente, com a definição da data-base dos federais em 1º de maio, com reposição inflacionária;

– valorização do salário-base e incorporação das gratificações;

– paridade entre ativos e aposentados.

Seções Sindicais realizaram atividades em todo o país para marcar dia de luta

Diversas seções sindicais fizeram atividades para marcar a data, como passeatas, debates, panfletagens, aulas públicas, dentre outros. Várias das manifestações foram realizados em conjunto com outras categorias do funcionalismo público.
Houve Atos em várias universidades federais, como a Federal do Acre, de Campina Grande, de Cajazeiras, de Dourados, de Lavras, Goiás, Paraíba, Mato Grosso, Espírito Santo, Paraná, Amazonas, Pará, Roraima, entre outras.

No Rio de Janeiro, foram realizadas atividades nos campi das Universidades Federais (UFRJ-R, UFRJ, Unirio e UFF) e no Cefet-RJ. Depois, os docentes se uniram aos demais servidores públicos federais em passeata no centro da capital fluminense.

UFRGS: Audiência sobre Problemas de Infraestrutura, Saúde e Segurança no Campus do Vale

Na UFRGS, no âmbito da mobilização por melhores condições de trabalho, ocorreu uma Audiência sobre problemas de infraestrutura no Campus do Vale, que propiciou um espaço de informação e debate qualificado sobre os vários e graves problemas que vêm se multiplicando no campus localizado no bairro Agronomia. O próximo boletim trará uma matéria específica sobre a Audiência.

FontesANDES-SN, 20/03/2014 e Seção/UFRGS.

2-Ministério do Planejamento recebeu os sindicatos, mas se negou a iniciar negociações

Na última quarta-feira, 19 de março, Dia Nacional de Mobilização, o Secretário de Relações do Trabalho (SRT) do Ministério do Planejamento (MPOG), Sérgio Mendonça, recebeu os dirigentes do Fórum das Entidades Nacionais de Servidores Federais. No início de fevereiro, o MPOG havia se comprometido em dar retorno à pauta de reivindicações e à realização de um encontro com a Ministra até o início de março (o que não ocorrera).

Mas o titular da SRT deixou claro que não há disposição do governo em negociar com o funcionalismo, pois, segundo ele, não haveria recursos disponíveis. Os dirigentes do Fórum, entre os quais o ANDES-SN, contra-argumentaram que o governo reviu diversos contratos e aumentou o repasse de verbas públicas para muitas empresas privadas, em particular para as empreiteiras que estão construindo estádios pra a Copa.

Porém, o secretário Sérgio Mendonça foi explícito ao informar que o governo entende que há um acordo vigente, firmado em 2012 com várias categorias do funcionalismo, e que não irá negociar, nem a pauta específica das categorias, nem a unificada dos servidores públicos federais.

Na quinta-feira, 20/03, ocorreu uma plenária de representantes das 31 entidades do Fórum. Aprovou um calendário de mobilização, que será informado em nosso próximo boletim.

Fontes: ANDES-SN e Sedufsm-Seção Sindical, 20/03/2014.

3-Servidores técnico-administrativos das universidades federais estão em greve nacional desde 17 de março

Teve início no dia 17/03, a greve dos servidores técnico-administrativos em educação das universidades federais. A primeira atividade da greve foi a instalação do Comando Nacional de Greve (CNG) da Fasubra (a entidade nacional dos funcionários).

Na UFRGS, cerca de 300 funcionários lotaram o Auditório da Faculdade de Economia para referendar, por ampla maioria, a decisão de greve.

Segundo comunicado do Comando nacional de Greve, os funcionários de 25 das 45 instituições entraram em greve; três outras decidiram entram em greve entre 21 e 26/03.

Fonte: Assufrgs.

4-Ciência e Cultura em Debate: Manifesto de 100 professores e cientistas no Dia Internacional em Defesa dos Rios

A defesa da água, dos rios passa por ações em prol de sua despoluição e de medidas antipoluidoras. Mas levanta, também a questão da política de construção de barragens. Neste sentido, 100 professores e cientistas brasileiros (vários da UFRGS, entre eles) divulgaram um manifesto no dia 14 de marco, Dia Internacional de Ação pelos Rios.

O manifesto pode ser lido aqui (precedido de um texto de apresentação).

Outro texto de apresentação do Manifesto pode ser lido aqui.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

– Ensino Público e Gratuito: direito de todos, dever do Estado!

– 10% do PIB para Educação Pública, já!

Post seguinte
Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: