• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • agosto 2012
    S T Q Q S S D
    « jul   set »
     12345
    6789101112
    13141516171819
    20212223242526
    2728293031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

REUNIÃO DO COMANDO DE GREVE DO IFRS- Campus POA DISCUTE CARREIRA DOCENTE.

O Comando de Greve do IFRS – Campus POA organizou uma reunião na quarta-feira, dia 01/08, para discutir a carreira docente, chamando os três sindicatos que estão na mesa de negociação com o governo para apresentar suas propostas sobre a carreira: Proifes, ANDES-SN e SINASEFE. O Proifes, representado pela ADUFRGS não compareceu a reunião. O professor André Martins, do Comando de Greve do IFRS, apresentou a carreira EBTT, criada em 2008, reestruturando a antiga carreira do magistério federal, destacando que a mesma possui assimetrias em sua concepção, e que para resolver as mesmas foi proposto um GT pelo governo federal, que não aconteceu.

Tanto o ANDES-SN como o SINASEFE, destacaram entre diversos pontos, que suas propostas são construídas junto às bases do movimento, e não por diretorias ou por especialistas, defendendo a carreira única do professor federal e o piso nacional a partir do salário mínimo do DIEESE para trabalhadores com graduação. Outro ponto convergente ressaltado é que as propostas, protocoladas no MPOG como projetos de lei, expressam projetos de sociedade e de educação, para além de planos de carreira ou de tabelas remuneratórias.

 

No debate, além da discussão do plano de carreira, as condições de trabalho, cada vez mais precarizadas, apareceram com força. Segundo o ANDES-SN, o governo federal não apresentou nenhuma proposta para este ponto da pauta de reivindicações que estõa sendo discutidas na mesa de negociação.

Para André Martins, o espaço veio a somar, aproveitando a greve para o debate político, somando ainda mais ao movimento. Ao término da atividade, recebemos o informe de que a direção do IFRS-Campus POA decidiu cortar as bolsas dos estudantes durante a greve, o que foi rechaçado pela reunião, já encaminhando providências contra tal atitude.

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: