• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • julho 2012
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS – 21.07.2012

Boletim Informativo do Comando de Greve dos Docentes da UFRGS,  nº 16/2012 – 21/07/2012 

O Comando Local de Greve/UFRGS (CLG/Ufrgs) foi constituído pela AG Docente de 25/06; vem sendo ampliado com representantes e suplentes das Unidades. A lista de seus membros consta em https://andesufrgs.wordpress.com/ Para entrar em contato com o comando: clg.ufrgs@gmail.com

Pauta:

1. De olho na imprensa e… na MP 559!

2. UFRGS: sobre a matrícula 2012/02

3. 18/07: mobilização de 20 mil na Marcha a Brasília

4. 18/07 – Porto Alegre: Marcha Estadual Unificada dos servidores públicos federais

5. 19/07: continuidade da Marcha a Brasília conquista reunião com representantes do Ministério do Planejamento

1. De olho na imprensa e… na MP 559!

Nem o Globo, nem a Folha deixaram de noticiar o pretenso “aumento de 45%”.  Coube aos sindicatos a tarefa de desmistificar o “aumento” proposto aos docentes federais. As reportagens jornalísticas não deixaram de mencionar o “impacto” de R$ 3,9 bilhões que essa “proposta definitiva” causaria aos cofres públicos (mas não sublinharam que seria em… 3 anos, de 2013 a 2015!).

Interessante observar que os mesmos veículos de imprensa ignoram, como lhes convém, o teor da Medida Provisória 559 (ou PLV 13/2012), já aprovada pelo Congresso e dependendo apenas da sanção presidencial, através da qual o governo concede R$ 18 bilhões às instituições PRIVADAS de ensino superior, sob a forma de renúncia fiscal.

A respeito do PLV 13/2012 (MP 559/2012), leia matéria publicada pelo Senado Federal:http://www12.senado.gov.br/noticias/materias/2012/06/27/plv-13-12-tambem-estabelece-programa-de-renegociacao-de-dividas-para-instituicao-de-ensino-superior

2. UFRGS: sobre a matrícula 2012/02

Nesta quinta-feira, 19 de julho, o Comando Local de Greve (CLG/UFRGS) iniciou um processo de avaliação da paralisação na UFRGS e da retenção dos conceitos. Segundo dados  do DECORDI, a retenção foi de 25%. Essa taxa representa uma média. Em alguns departamentos, a retenção  superou os 80%, enquanto em outros ficou abaixo de 5%. Considerando-se os aspectos qualitativos da retenção – medida aprovada em duas Assembleia Geral de docentes da UFRGS –, o processo de matrícula para 2012/02 está comprometido. Será que a Administração central imporá, mesmo assim, a realização da matrícula, arcando com os problemas e os riscos, em especial aos estudantes?

Além disso, a paralisação exige a reposição de aulas. Novamente, a realidade a esse respeito é desigual entre os diversos cursos. No entanto, seria responsável, social e   academicamente, ignorar o fato?

No dia 18/07 (quarta-feira), o Comando solicitou reunião com a Reitoria, sobre o assunto – até agora sem resposta. O Comando está encaminhando à Administração central a decisão da Assembleia Geral Docente de 17 de julho de posicionar-se pela suspensão do Calendário Acadêmico em curso.

3. 18/07: mobilização de 20 mil na Marcha a Brasília

Em uma mobilização que demonstrou a ampliação e a força do movimento grevista, mais de 20 mil pessoas estiveram presentes na Marcha a Brasília. Centenas de docentes federais reuniram-se na Marcha que percorreu toda a Esplanada dos Ministérios até o Congresso Nacional. E depois, deslocou-se em direção ao Ministério do Planejamento (MPOG) exigindo negociações efetivas e respostas às pautas de reivindicações dos SPF em greve.

A Marcha começou por volta das 9h e, em pouco tempo, toda a extensão da Esplanada estava ocupada, da Catedral de Brasília até a Praça dos Três Poderes. Como ocorre em todas as marchas, o carro de som ficou em frente ao Congresso Nacional, enquanto os manifestantes desceram para a praça. A coluna do ANDES-SN era uma das primeiras do ato e quando chegou em frente ao Palácio do Planalto foi impedida de continuar a caminhada, o que levou a direção do Sindicato Nacional a negociar com o comando da Polícia Militar. Durante todo o trajeto, foi preciso uma negociação constante com os policiais e em quase toda a extensão a via foi demarcada com a ostentação do aparato policial.

Leia mais:

Cerca de 20 mil servidores ocupam a Esplanada dos Ministérios em http://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5488

Professores marcham em Brasília” em http://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5489

4. 18/07 – Porto Alegre: Marcha Estadual Unificada dos servidores públicos federais

Leia em http://www.assufrgs.org.br/noticias/marcha-nacional-unificada-dos-servidores-publicos-federais/

5. 19/07: continuidade da Marcha a Brasília conquista reunião com representantes do Ministério do Planejamento

Servidores Públicos Federais (SPF) e estudantes, mobilizados amplamente nesta semana em resposta ao descaso do governo em relação às suas reivindicações, realizaram uma grande marcha na Esplanada dos Ministérios. A continuidade da mobilização marcante no dia 18 de julho ocorreu na madrugada do dia 19, quando os SPF e estudantes deslocaram-se para a frente do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), bloqueando as entradas do prédio. A exigência do movimento de ser recebido pelo ministério foi cumprida e uma reunião foi realizada entre os representantes das entidades que compõem o Fórum Nacional das Entidades dos SPF e que coordenaram a Marcha (CSP-Conlutas, CUT, CTB, ANDES-SN, Fasubra, Sinasefe, Condsef), bem como o Comando de Greve dos Estudantes, com o Secretário Executivo Adjunto da pasta, Valter Correia da Silva, e com o Secretário de Relações do Trabalho, Sérgio Mendonça.

Nesta reunião, o governo se comprometeu a apresentar para os SPF, na mesa de negociação, alguma proposta em relação à pauta geral de reivindicação até o dia 31 de julho. Apesar desta indicação do governo, a orientação do movimento é aprofundar a greve dos SPF.

O CNG/ANDES-SN recomenda aos Comandos Locais de Greve que realizem, no dia 23 de julho, atividades de divulgação e esclarecimento à população das perversidades da proposta apresentada pelo governo.

Leia mais: “Servidores e estudantes bloqueiam entradas do Planejamento e conseguem reunião” emhttp://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5491

A GREVE NACIONAL É FORTE! A LUTA É AGORA!

Nossos direitos cabem no papel. Em nossas mãos cabe a conquista!

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: