• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • julho 2012
    S T Q Q S S D
    « jun   ago »
     1
    2345678
    9101112131415
    16171819202122
    23242526272829
    3031  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Estudantes da Ufrgs decretam estado de greve

Alunos apoiam paralisação dos professores e técnicos administrativos

Alunos fizeram assembleia na manhã de hoje<br /><b>Crédito: </b> Pedro Revillion
Alunos fizeram assembleia na manhã de hoje
Crédito: Pedro Revillion

Os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs) decidiram pelo estado de greve a partir desta segunda-feira. O anúncio ocorreu durante assembleia no pátio da Faculdade de Educação (Faced), na manhã de hoje. Por unanimidade, os representantes de 30 cursos acadêmicos optaram por apoiar os professores e técnicos-administrativos que estão paralisados.
Segundo a coordenadora do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Nina Becker, o início das aulas do segundo semestre, previsto para 6 de agosto, está ameaçado. Na pauta dos alunos, estão reivindicações relacionadas à reforma de prédios, manutenção das casas de estudantes e segurança na universidade. “Queremos segurança que nos proteja, mas que não nos intimide ou criminalize. Não queremos a Brigada Militar na Ufrgs”, destacou.

A aluna Rejane Aretz, do curso de políticas públicas e integrante do DCE, disse que os acadêmicos pedem também atenção aos lugares estratégicos do campus como paradas de ônibus e locais de circulação de pessoas, com a instalação de mais pontos de iluminação e guaritas para a segurança da universidade. “Pedimos também o fim das terceirizações na área da segurança. Queremos a abertura de concurso público para o preenchimento das vagas”, acrescentou.

Durante a assembleia, os estudantes pediram a desvinculação das cotas sociais e raciais. “A nossa proposta é de que sejam ampliadas em 50% as ações afirmativas na universidade”, ressaltou Rejane. De acordo com a proposta dos alunos, seriam 25% de cotas raciais e 25% de cotas sociais. Além disso, os alunos querem vagas para estudantes deficientes em todos os cursos, a partir da porcentagem geral de cada um.

Disponível em http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=439509#.T_I9UXM2fb8.facebook

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: