• Sindicalize-se!

  • Seção Sindical ANDES/UFRGS no Facebook

  • Cartilha sobre Assédio Moral

  • Assessoria Jurídica

  • Site ANDES-SN

  • Eventos por vir

    Nenhum evento

  • junho 2012
    S T Q Q S S D
    « maio   jul »
     123
    45678910
    11121314151617
    18192021222324
    252627282930  
  • É para rir?

  • Categorias

  • + notícias

  • Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

InformANDES na UFRGS – 20.06.2012

InformANDES na UFRGS,  nº 77/2012 – 20/06/2012.

A Seção Sindical do ANDES-SN na UFRGS informa!

PAUTA:

1-Assembleia!

2- A Assembleia Geral na mídia.

3- Servidores do Itamary entram em greve, pela primeira vez em sua história.

4- 55 IFES em greve.

Ontem, começou a greve docente na UFMG, deflagrada por Assembléia Geral de cerca de 270 professores.

Hoje, inicia-se a greve na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Assembleia dos professores da UFSC definiu greve! Será deflagrada dia 22/6.

5- Governo cancelou novamente reunião com docentes federais em greve. Professores do Comando Nacional de Greve (CNG) e da Universidade de Brasília (UnB) protestam em frente ao Ministério do Planejamento.

____________________

1- Massiva Assembleia com mais de 185 professores marca vigoroso crescimento do Movimento Docente na UFRGS, convoca paralisação na segunda-feira 25/6 e lança indicativo de greve, por unanimidade

A sala 101 da Faculdade de Educação estava lotada. Embora tivessem sido acrescentadas 80 cadeiras suplementares, faltava lugar para sentar. Estavam presentes docentes de quase todas as Unidades da UFRGS, havendo várias delegações de 8, 10, 15 ou mais professores.

Foi colocada em votação e aprovada a composição da mesa, dirigida por dois membros da diretoria da Seção Sindical-ANDES/UFRGS e um membro do Comando de Mobilização/UFRGS, presidida pelo prof. Carlos Alberto Gonçalves (ICBS).

Após rápidas falas solidárias das entidades presentes, a Assembléia Geral dos Docentes da UFRGS iniciou com um informe sobre a situação da greve nacional e o cancelamento da reunião agendada com os governo (ver os itens 3, 4 e 5 da pauta deste boletim).

Retomou-se a saudável e democrática praxe de ouvir os relatos das Unidades em que reuniões tinham sido realizadas. Merecem destaque as paralisações da Faculdade de Educação e do Colégio de Aplicação. Nos relatos, várias propostas foram apresentadas: proposta de realizar um dia de paralisação na semana seguinte; proposta de decidir pela retenção dos conceitos; a Faculdade de Educação lançou à AG a proposta de realizar imediatamente três dias de paralisação, de 20 a 22/06 (e informou que já tinha decidido paralisar nesses três dias para realizar uma programação de reuniões e debates).

Seguiu-se o debate sobre a greve nacional e sobre os passos a dar na UFRGS. Várias intervenções argumentaram que, para avançar na caminhada para a próxima Assembléia Geral, é necessário realizar um dia de paralisação. Os docentes da Educação e do Aplicação só conseguiram debater a pauta reivindicatória da greve nacional, o movimento na UFRGS e assuntos da própria Unidade porque paralisaram as atividades, permitindo assim a realização de uma reunião numerosa e de um debate qualificado.

Após madura e fraternal discussão, passou-se aos encaminhamentos. Optou-se consensualmente por não decidir, nesse momento, a proposta de retenção dos conceitos, por ser assunto a ser debatido e melhor avaliado.

Por unanimidade, decidiu-se, lançar um indicativo de greve e convocar os docentes da UFRGS a fazer da próxima segunda-feira, dia 25/06, um dia de avanço na mobilização, debate e organização, com:

**Paralisação das atividades;

**Realização de reuniões ou Assembléias por Unidade;

**Assembléia Geral dos Docentes da UFRGS, às 16h00;

**Pauta: Indicativo de Greve.

Os docentes da Faculdade de Educação informaram que paralisarão nos três próximos dias (20, 21 e 22/06); também paralisarão na próxima segunda-feira (25/06). Debaterão vários assuntos.

Foi aprovado um cronograma de atividades de mobilização e debate, promovidas em conjunto com os docentes da FACED e/ou em conjunto com outras entidades:

-quinta-f., 21/06, 10h00, concentração na frente da Reitoria, junto com docentes e funcionários da FURG e da UFPel e com a Assufrgs, para realizar Marcha pelas reivindicações, até a Esquina democrática;

-quinta-f., 21/06, 14h30: Debate da proposta de  Plano de Carreira do ANDES-SN (sala 101 da FACED);

-sexta-f., 22/06, 10h00: debate sobre formação dos professores e pautas dos estudantes (sala 101 da FACED);

-sexta-f., 22/06, 14h30: Debate da proposta de  Plano de Carreira da Adufrgs/Proifes (sala 101 da FACED);

-sábado, 23/06, das 10h às 12h00: aula pública sobre o tema “A importância de uma educação pública, gratuita e de qualidade para a construção de uma sociedade mais justa”, na Redenção, na frente do Monumento aos Expedicionários (junto com o Sinasefe).

2 A Assembleia Geral na mídia

Zero Hora – Clicrbs: “Mais de 185 professores aprovaram por unanimidade o indicativo de greve para a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) na tarde desta terça-feira. Depois de duas horas de argumentação, a categoria decidiu aguardar que a mobilização se amplie e marcou uma nova assembleia para a próxima segunda-feira, às 16h, quando discutem se aderem à greve nacional”.

Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/geral/noticia/2012/06/professores-da-ufrgs-aprovam-indicativo-de-greve-mas-decisao-final-fica-para-a-semana-que-vem-3795539.html

; também em https://andesufrgs.wordpress.com/2012/06/19/a-mobilizacao-da-greve-na-midia-zero-hora-19-06-2012/

3- Servidores do Itamary entram em greve, pela primeira vez em sua história

“Pela primeira vez na sua história, o Itamaraty enfrenta, a partir desta segunda-feira, 18, uma greve dos seus servidores. Oficiais de Chancelaria, Assistentes de Chancelaria e, de acordo com o sindicato da categoria, até mesmo alguns diplomatas decidiram pela paralisação em uma assembleia realizada em Brasília, que contou com a participação, via redes sociais, de funcionários de fora do País. Pelo menos 60 postos no exterior, incluindo o atendimento consular em Paris, Roma, Londres, Nova York, Los Angeles e Washington serão afetados”.

Os servidores já haviam feito uma paralisação no dia 30 de maio, mas as negociações não avançaram. Em carta ao ministro das Relações Exteriores, no dia 14 deste mês, os servidores alertavam sobre a possibilidade de greve. Suas reivindicações estão sendo negociadas com o Ministério do Planejamento. Até agora, no entanto, não houve nenhum sinal positivo.

Fonte: http://www.estadao.com.br/noticias/nacional,servidores-do-itamaraty-entram-em-greve,888029,0.htm ;

4– Ontem, começou a greve dos docentes da UFMG, deflagrada por Assembléia Geral de cerca de 270 professores

Em Assembleia realizada no auditório da Reitoria, a categoria ratificou a decisão tomada no dia 12 de junho de 2012. A paralisação das atividades acadêmicas atingirá os campi BH e Montes Claros. Com a decisão os docentes da UFMG passam a integrar o movimento nacional de greve iniciado em 17 de maio de 2012. Como resultado da assembleia, instaurou-se o comando de greve da UFMG e foram indicados os representantes docentes que se integrarão ao comando nacional de greve.

Fonte: http://apubh.org.br/plus/modulos/noticias/ler.php?cdnoticia=1165

Hoje, inicia-se a greve na Universidade Federal do Mato Grosso do Sul.

Assembleia dos professores da UFSC definiu greve! Será deflagrada dia 22/6.

5– Governo cancelou novamente reunião com docentes federais em greve. Professores do Comando Nacional de Greve (CNG) e da Universidade de Brasília (UnB) protestam em frente ao Ministério do Planejamento.

Fontes:

Governo cancela novamente: http://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5425

Professores protestam em frente ao Ministério do Planejamento: http://www.andes.org.br:8080/andes/print-ultimas-noticias.andes?id=5426

 Fontes: Seção Sindical/UFRGS e fontes diversas indicadas nas matérias.

Seção Sindical do ANDES-SN: sindicato de verdade!

NOSSAS PRINCIPAIS REIVINDICAÇÕES

CARREIRA DOCENTE – Propostas do ANDES-SN

– Pela incorporação das gratificações (Gemas, RT): uma linha só no contracheque!

– Uma só carreira para os docentes das universidades e IFs!

– Piso salarial de R$ 2.329,35 (para Regime de 20 horas)!

– Carreira com 13 níveis (5% de variação entre cada nível)!

Veja aqui o plano de carreira proposto pelo ANDES-SN, aprovado por unanimidade no 30º Congresso do Sindicato Nacional.

REIVINDICAÇÕES SALARIAIS formuladas em conjunto com os demais servidores públicos federais

– Recomposição salarial emergencial de 22,8%

– Na Medida Provisória 568, rejeição da Seção XXIV que altera negativamente os dispositivos do RJU a respeito da insalubridade e da periculosidade (transformando as porcentagens em valores fixos);

Deixe um comentário

2 Comentários

  1. Greve na UFRGS «
  2. Os professores e professoras da UFRGS deflagram greve por tempo indeterminado! |

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: